CBHTO

Área de Abrangência | Formoso

História do comitê

A articulação para formação do CBHRF – Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Formoso começou em Pium, em junho de 2010, quando foi instalada , provisoriamente por seis meses, a Comissão Pro- Comitê, foi eleita Pedromária Batista de Melo como coordenadora e elaborado cronograma de ações para a criação do CBH.

Em novembro do mesmo ano, a Comissão protocolou a proposta de criação do CBH no Conselho Estadual de Recursos Hídricos, que analisou o documento e decidiu pela criação do Comitê, publicada no Diário Oficial de 22 de março de 2011.

A eleição da primeira Diretoria foi realizada em assembléia que confirmou a permanência da coordenadora da Comissão Pro Comitê, Pedromária Batista de Melo, para um mandato interino de seis meses, prorrogado por mais seis, em novembro de 2011. No ano e meio seguinte a diretoria eleita percorreu os 18 municípios da bacia cadastrando os segmentos poder publico, sociedade civil e usuário de águas

Em janeiro de 2012 foi criada a comissão eleitoral para escolha da Presidência e dos membros do CBHRF que foram eleitos e empossados em maio de 2012. Pedromária Batista de Melo, mais uma vez foi confirmada na liderança e assumiu a presidência. A primeira reunião ordinária reunião ordinária foi feita em junho de 2012, em Lagoa da Confusão para aprovação do regimento.

A Bacia hidrográfica do rio Formoso abrange parte do território de 21 (A vinte e um) municípios, que apresentam percentuais distintos de inserção no domínio físico de cada sub-bacia e, deste total, 7 (sete) tem sede municipal nela inserida. Conforme divisão hidrográfica da ANA (Agência Nacional das Águas), apresenta uma área de drenagem de 21.328,57 km², cerca de 7,7% da área total do Estado e 5,6% da bacia do rio Araguaia. Situa-se na região sudoeste do Tocantins, compreendida pelos paralelos 10°28’ e 13°16’ de latitude sul e os meridianos 48°50’ e 49°57’ de longitude oeste, adotando-se uma divisão em 8 sub-bacias principais: Escuro, Pau Seco,Taboca, Xavante,Dueré,Lago Verde e Urubu.

Áreas Marginais ao Rio Formoso.

A sub-bacia denominada de “áreas marginais do rio Formoso”, ou seja, as áreas externas às sub-bacias, que afluem diretamente ao rio Formoso, no trecho que vai do médio ao baixo curso da bacia, são caracterizados por áreas de planície, e, em alguns trechos, os cursos d’água secundários se confundem, formando diversos lagos com as águas dos ribeirões Tranqueira, Piraruca, Taboca e Lago Verde.

PROJETO FORMOSO – cultura de arroz, milho, melancia e soja utilizando a água da bacia para irrigação numa área de 27,7ha de várzea.